Cobra coral verdadeira e a falsa coral: Curiosidades e diferenças

As cobras-coral vivem no Sul dos Estados Unidos, América Central e América do Sul. No entanto, as duas espécies tem muita semelhança, sendo difícil de uma pessoa leiga no assunto fazer a distinção entre a coral verdadeira e a falsa coral. Portanto, não se aproxime jamais de uma cobra coral ou de qualquer outra espécie, para tentar descobrir se ela é venenosa ou não. Isso poderá lhe causar um acidente gravíssimo que poderá te levar à morte.

Antes de mais nada, as cobras-coral são répteis de pequeno porte. Todavia, facilmente reconhecidas pelo seu colorido vivo.

Cobra coral verdadeira e a falsa coral: Curiosidades e diferenças
Foto: Portal Amazônia

Todavia, informamos que a toxina de uma coral verdadeira adulta tem a capacidade de matar um animal de grande porte.

Você sabia que a cobra coral verdadeira é a mais venenosa das cobras brasileiras? Que ela é a única cobra peçonhenta brasileira que não apresenta fosseta loreal, um órgão sensorial termorreceptor?

Cobra coral verdadeira e a falsa coral: Curiosidades e diferenças
Coral verdadeira – Foto: Toda Biologia

Curiosidades sobre a cobra coral verdadeira e a falsa coral – Habitat

De antemão, saiba que as corais ficam escondidas embaixo de troncos, folhas e lugares úmidos, a exemplo de outras serpentes.

Em suma, as cobras coral ocorrem em todo o Território Brasileiro.

Além das cobras corais verdadeiras que são muito venenosas (famíliaEpidae). Há também, um determinado número de falsas corais (família Colubridae). Essas últimas não possuem peçonha, a exemplo de outras serpentes.

Vamos as características da toxina da coral verdadeira

 – O veneno da coral apresenta-se com baixo peso molecular.

– A toxina se espalha muito rapidamente pelo organismo da vítima.

– O veneno é tão forte quanto o da naja, serpente meio parente da coral

– A toxina é neurotóxico, todavia, atinge o sistema nervoso, causando dormência na área da picada. Além disso, causa problemas respiratórios que pode matar em poucas horas

– Contudo, o tratamento é feito com o soro antielapídico intravenoso

Curiosidades sobre a cobra coral verdadeira e a falsa coral – Habitat da coral verdadeira

A serpente tem hábito noturno e vive embaixo de folhas, galhos, pedras, buracos ou dentro de troncos, bem como a maioria das serpentes.

A coral verdadeira tem hábito noturno.

A fêmea bota de 3 a 18 ovos, que demoram 3 meses para eclodirem. Nesse sentido, os filhotes já nascem venenosos.

Falsa coral

Curiosidades sobre a cobra coral verdadeira e a falsa coral. Características da falsa coral (Erythrolampus Aesculapii)

– Família: colubridae

– Comprimento máximo: 80 cm

– Não peçonhenta (não injeta toxina ao picar)

– Alimentação: répteis, bem como outras cobras.

– Reprodução: ovípara (bota ovos)

– Dentição: opistóglifa

– Hábito: diurno

Em síntese, não aconselhamos ninguém a ficar olhando de perto para saber se uma coral é verdadeira ou falsa.

Nesse sentido, o melhor a fazer é se afastar o mais rápido possível.

No entanto, as corais não apresentam comportamento agressivo, como, por exemplo, as cascavéis.

Vale salientar que as cobras só atacam quando se sentem ameaçadas em seu habitat. Portanto, é só manter distância e tudo ficará bem.

Em conclusão, o veneno da coral verdadeira é extremamente perigoso. Portanto, pode matar uma pessoa em poucas horas.

Mais dúvidas, fale conosco!

Atenciosamente,

Equipe De Bem com a Vida.

Leia também:

Escorpiões: fique por dentro das principais curiosidades desse aracnídeo

Aranha caranguejeira: saiba mais sobre espécies, habitat…

Curiosidades sobre o Bioma Caatinga