Escorpiões: fique por dentro das principais curiosidades desse aracnídeo

Você sabia que o aumento da população de escorpiões ocorre em épocas mais quentes, como no verão, em algumas regiões?! Nesse sentido, esse artigo traz muitas informações a respeito desse bichinho que causa medo e repulsa a maioria das pessoas que se deparam com um da espécie.

Escorpiões: fique por dentro das principais curiosidades desse aracnídeo
Escorpião

Vamos as as informações e curiosidades sobre esse aracnídeo?

Inicialmente, o escorpião é um artrópode quelicerado, pertencente ao fiolo arthropoda, classe arachnida (pois tem quatro pares de patas), sendo da ordem scorpiones.

O nome vem do Latim scorpio/scorpionis. No Brasil, em algumas regiões, o escorpião recebe o nome de lacrau.

Além dos escorpiões, o filo dos artrópodes inclui animais como os carrapatos, os opiliões, os ácaros e as aranhas.

Escorpiões: fique por dentro das principais curiosidades desse aracnídeo
Escorpião com filhotes

Existem, no mundo, 60.000 espécies de artrópodes da classe dos aracnídeos, sendo que existem cerca de 1.500 espécies de escorpiões em todo o mundo.

Porém, alguns estudiosos, afirmam que existe um número bem maior, aproximando-se de 2.000 espécies, sendo que os menores medem cerca de 2 centímetros, enquanto os maiores, podem chegar a 20 centímetros de comprimento.

Você sabia que os escorpiões existem há mais ou menos 400 milhões de anos? Pois é! Eles conviveram com os dinossauros.

O pterygotus é um dos mais primitivos e fantásticos parentes do escorpião e viveu no Paleozóico, entre 440 e 400 milhões de anos atrás, sendo que alguns fósseis encontrados são do tamanho de um homem, medindo 1,80 de tamanho.

Escorpiões: fique por dentro das principais curiosidades desse aracnídeo
Imagem ilustrativa 3D: pterygotus

Porém, apenas 20 espécies de escorpiões das 1.500 existentes no mundo são venenosas, contudo, no Brasil, das 160 espécies existentes, apenas 3 ou 4 são venenosas.

Veja as espécies de escorpiões mais venenosas no Brasil: Tityus serrulatus (escorpião amarelo), Tityus bahiensis (escorpião marrom), Tityus stigmurus (escorpião amarelo do nordeste) e Tityus paraensis (escorpião preto da Amazônia).

Nesse sentido, os escorpiões produzem um único tipo de veneno, ao contrário das serpentes.

Portanto, usa-se apenas um tipo de soro para neutralizar os efeitos do veneno.

Fique por dentro das principais curiosidades sobre os escorpiões
Ferrão do escorpião, também chamado de telson

A picada do escorpião provoca dores fortes, sudorese, náuseas, vômitos, insuficiência cardíaca e falta de ar.

As vítimas geralmente morrem por asfixia. Valem salientar que os riscos são maiores para crianças e idosos.

Agora vamos aos estados brasileiros com maior número de acidentes: Bahia, Pará, Pernambuco, são Paulo e Minas Gerais, sendo este último o campeão em ocorrência.

O número de mortes provocadas por acidentes com escorpiões, varia entre 800 a 2000 por ano em todo o planeta.

Os escorpiões se alimentam de baratas e outros insetos.

Em suma, os escorpiões são imunes ao seu próprio veneno.

Importante frisar que esses bichinhos não atacam pessoas, mas apenas se defendem.

As fêmeas dos escorpiões não botam ovos. Dessa forma, elas parem os filhotes que, pouco a pouco, juntam-se no dorso da mãe.

Fique por dentro das principais curiosidades sobre os escorpiões
Escorpião com filhotes no dorso

A fêmea do escorpião amarelo (Tityus serrulatus) é capaz de se fecundar sem a presença do macho. Esse fenômeno é conhecido por partenogênese.

Então, vamos aos cuidados em caso de picada:

  • Antes de mais nada, lave o local da picada com água e sabão;
  • Em seguida, a vítima deve procurar um posto de saúde, pronto-socorro ou hospital;
  • Por fim, capture o o escorpião utilizando um vidro lacrado, para que se possa fazer a correta identificação.

Mais dúvidas, fale conosco!

Atenciosamente,

Equipe De Bem com a Vida.

Leia também:

Curiosidades sobre o Bioma Caatinga

Cobra coral verdadeira e a falsa coral: Curiosidades e diferenças

Aranha caranguejeira: saiba mais sobre espécies, habitat…